Veiculo:
A TRIBUNA (SP)
  Secao:
PORTO & MAR
  Data:
2018-01-10
  Localidade:
SÃO PAULO
  Hora:
10:36:53
  Tema:
MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES
  Avaliação:
NEUTRA
  Autor: FERNANDA BALBINO - DA REDAÇÃO

Docas aguarda verbas federais para Perimetral de Guarujá

Obra eliminará principal conflito entre o trânsito urbano e o portuário na Margem Esquerda do complexo santista
 
A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), estatal que administra o Porto de Santos, pretende avançar, neste ano, na execução de obras e projetos das avenidas perimetrais do cais santista. A diretoria-executiva da Autoridade Portuária aprovou o projeto-executivo do empreendimento na Margem Esquerda (Guarujá). Agora, resta a aprovação pela Secretaria Nacional de Portos, vinculada ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC).

A obra será responsável por eliminar o principal conflito entre o Porto e a Cidade na região, que é o intenso trânsito na Avenida Santos Dumont, no Distrito de Vicente de Carvalho (onde fica a zona portuária). Utilizada como acesso aos terminais da Margem Esquerda, a via é bastante usada pelos moradores.

Pelo projeto, a Avenida Santos Dumont será remodelada e pavimentada. Ela tem cinco pistas destinadas ao tráfego portuário. Três delas são para veículos que seguem em direção às instalações de carga e duas faixas são reservadas para quem deixa o complexo. Para atender ao tráfego de veículos leves, existem outras quatro pistas. Duas são utilizadas por veículos que seguem para Vicente de Carvalho e outras duas, pelos motoristas que vêm daquela região. No total, em dois quilômetros de extensão, serão construídas duas rotatórias.

O plano da Docas também prevê a implantação de duas pontes na Avenida Santos Dumont - uma estaiada e a outra, convencional. Ambas serão utilizadas para segregar o tráfego urbano do portuário na região.

“Assim que o Governo Federal separar essa verba, nós colocamos a licitação na rua, porque o Termo de Referência já está pronto. Aguardamos apenas essa definição”, destacou o diretor de Engenharia da Codesp, Hilário Gurjão.

Já na Margem Direita, em Santos, a intervenção prevista pela Codesp é no trecho da Avenida Perimetral entre a Alemoa e o Saboó. A ideia é publicar, ainda neste ano, o edital para a construção da via.

Trata-se do trecho 1 da Perimetral, compreendido entre o Viaduto da Alemoa e o trecho já executado pela Brasil Terminal Portuário (BTP). Segundo a Docas, é necessária a revisão do projeto por conta da passagem de linhas de gás da Transpetro em valas de drenagem. O serviço ficará sob responsabilidade da Transpetro, que contratou, em novembro, uma empresa para a tarefa.

MACUCO-PONTA DA PRAIA

Foram iniciados, no ano passado, os serviços para a construção dos viadutos que integrarão a Avenida Perimetral no trecho entre o Canal 4 e a Ponta da Praia. O projeto consiste na remodelação da Avenida Mário Covas e na implantação de um viaduto nas proximidades da Avenida Almirante Cochrane (Canal 5).

O empreendimento prevê a criação de um novo acesso aos automóveis e caminhões que seguem para os terminais instalados na região da Ponta da Praia. Por isso, está programada a construção do viaduto. Ele terá uma de suas alças de acesso no terreno da antiga empresa de transportes Lloydbratti, na Avenida Mário Covas. A outra extremidade ficará nas proximidades das instalações da Libra Terminais, na região.

O projeto contempla, ainda, a transferência das linhas férreas de acesso ao Corredor de Exportação de Granéis Sólidos de Origem Vegetal, que hoje passam no meio dos terminais, deslocando-as em direção à Avenida Mário Covas Jr.. Isso possibilitará ampliar os ramais ferroviários até a área do Corredor de Exportação e o adensamento de áreas hoje não operacionalizadas. Serão implantadas quatro linhas férreas.

No ano passado, foram realizadas as obras de infraestrutura necessárias à implantação da nova concepção ferroviária do trecho entre os canais 4 e 6. Houve ainda serviços preliminares e foi iniciada a fabricação das vigas pré-moldadas no Canal 4, para a construção do pontilhão.

Equipamento semelhante será construído no Canal 5, onde foram concluídas as fundações, realizado o lançamento das vigas pré-moldadas e a concretagem das lajes. No Canal 6, também foram concluídas as fundações e fabricadas as vigas pré-moldadas.

EXPECTATIVA

“Assim que o Governo Federal (a Secretaria Nacional de Portos, do Ministério dos Transportes, Portos e A viação Civil) separar essa verba, nós colocamos a licitação (das obras da Avenida Perimetral da Margem Esquerda do Porto de Santos) na rua, porque o Termo de Referência já está pronto. Aguardamos apenas essa definição”
Hilário Gurjão
diretor de Engenharia da Companhia Docas do Estado de São Paulo